quarta-feira, 13 de julho de 2011

Folclore- Lendas - Lenda do Guaraná

O guaraná


          É representada por uma criança de uma tribo de índios da Amazônia que  era conhecida por ter muitos índios fortes e corajosos, por sempre ter muita caça e uma plantação maravilhosa.
          Os índios da tribo eram muito felizes, e acreditavam que toda aquela sorte era por causa do jovem filho do cacique. A criança era cercada de cuidados e sempre tinha gente vigiando para que nenhum mal lhe acontecesse. Mas um dia, os guerreiros se descuidaram e o menino saiu para brincar na floresta. Índios de uma tribo inimiga, com muita inveja da sorte dos índios da outra aldeia, aproveitaram a situação e chamaram o espírito do mal, Jurupaí.
          – Jurupaí, espírito do mal! Nós precisamos de sua ajuda.
          – E o que vocês querem de mim?
          – Queremos que acabe com a felicidade daquela tribo inimiga. Mate o indiozinho filho do cacique!
          Jurupaí, que adorava fazer o mal, transformou-se em cobra, procurou o menino e o picou.
          Os índios encontraram-no morto, e choraram muito sua perda. Tristes, chamaram por Tupã, espírito do bem. Tupã escutou as lamentações e veio em socorro da tribo.
          – Vocês me chamaram e eu vim. Não se entristeçam por causa da morte do indiozinho. Plantem seus olhos na terra fofa e reguem com suas lágrimas. Assim, o menino, e a sorte que ele trazia, continuarão com vocês!
          Assim os índios fizeram. 
          Em poucos dias, nasceu um plantinha travessa, que logo cresceu e deu frutos. E seus frutos pareciam os olhos do pequeno menino. Aquela frutinha continuou dando sorte para a tribo, fortalecendo os fracos, conservando os jovens e rejuvenescendo os velhos.
          Era o guaraná.

Um comentário:

  1. a doreii estes jhoguinhos akiiiiiiii"!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Olá!!!
Ameeei a sua visita.
Deixe um comentário.Só um, tá? rs...
bjuxx